Unidades FIEB superam médias de 21 municípios paulistas no Ideb
26/11/2018 - 09h55

Levantamento foi realizado com cidades integrantes de três consórcios intermunicipais: Cioeste, Grande ABC e Cisma (Serra da Mantiqueira). Índice avalia qualidade e desempenho de todo o sistema educacional brasileiro

O Índice de Desenvolvimento da Educação (Ideb) 2017 divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) comprova que as unidades da FIEB superam a média de cidades integrantes de grandes consórcios intermunicipais do estado de São Paulo no quesito Escolas Públicas, englobando municipais, estaduais e federais. O sistema avalia o desempenho do sistema educacional brasileiro a cada dois anos com provas para alunos do 4º/5º ano, 8º /9º ano e 3ª série do Ensino Médio.

Das unidades da FIEB, foram avaliadas as escolas Prof.ª Dagmar Ribas Trindade, no Jardim Maria Cristina e Prof.ª Maria Theodora Pedreira de Freitas, em Alphaville. Ambas alcançaram resultados extremamente positivos e crescentes se compararmos com os anos anteriores. Na média, a Fundação obteve 8.3 pontos no 4º/5º ano, 6.6 no 8º /9º ano e 6.1 na 3ª série. 

20181126_ideb

Região Oeste

Na comparação com 21 municípios participantes dos consórcios Cioeste (Região Oeste), Grande ABC e Cisma (Serra da Mantiqueira), os números da FIEB demonstram que a entidade superou a média dessas cidades. Enquanto o Cioeste pontuou 6.1 na primeira modalidade, as escolas da Fundação ficaram 2.2 pontos à frente. Já para 8º /9º ano, o consórcio atingiu 4.7 pontos, ou seja, 1.9 de diferença a menos com a entidade. Por fim, na 3ª série, a média ficou em 3.8 se somarmos o resultado das cidades do consórcio da Região Oeste. Diferença de 2.3 pontos em favor da FIEB. O Cioeste é formado por 10 municípios: Araçariguama, Barueri, Carapicuíba, Cotia, Itapevi, Jandira, Osasco, Santana de Parnaíba, Pirapora do Bom Jesus e Vargem Grande Paulista. 

Grande ABC

No levantamento, também é constatado que o desempenho da FIEB é maior que o das seis cidades integrantes do consórcio intermunicipal do Grande ABC. Somadas, elas obtiveram 6.8 (4º/5º ano), 5.2 (8º /9º ano) e 4,0 (3ª série), o que garante a vantagem da Fundação em 1.5, 1.4 e 2.1 pontos respectivamente na comparação. 

Serra da Mantiqueira

Já os cinco municípios do consórcio da Serra da Mantiqueira (Cisma) alcançaram a pontuação de 6.6, 5.3 e 4.2 na média. Comparando, a FIEB abre a diferença de 1.7, 1.3 e 1.9 pontos. Compõem o Cisma a cidades de Campos do Jordão, Monteiro Lobato, Santo Antônio do Pinhal, São Bento do Sapucaí e Tremembé. 

O cálculo do Ideb segue uma fórmula baseando em notas das provas de língua portuguesa e matemática padronizadas em uma escala de 0 a 10. Após isso, a média dessas duas notas é multiplicada pela média das taxas de aprovação das séries da etapa (Anos Iniciais, Anos Finais e Ensino Médio) que, em percentual, varia de 0 a 100.

Além dessa constatação com municípios paulistas, as escolas da FIEB também superam médias nacionais e estaduais no Ideb, conforme apresentado em outro levantamento.