Pedágio Solidário movimenta alunos do ITB Brasílio Flores, no Jd. Belval
07/04/2017 - 12h18

Arrecadação de mantimentos transformam brincadeira em ação colaborativa

Tradição em algumas escolas mantidas pela FIEB, o Pedágio é uma ação adotada para colocar os alunos fora da rotina escolar. Nestas unidades escolares, os estudantes se organizam para, em um dia pré-determinado e previamente autorizado pela direção escolar, usarem vestimentas que não sejam o uniforme, obedecendo uma temática, como dia do chapéu ou dia hippie, por exemplo.

Mas o que era para ser apenas um dia divertido e de entretenimento, motivou os alunos da 3ª série do Ensino Médio do ITB do Jd. Belval a darem um significado maior a esta iniciativa, a princípio, despretensiosa. Unindo-se em prol de uma causa social, estes estudantes se movimentaram para transformar o momento de descontração em oportunidade de ajudar o próximo.

Movidos pelo espírito de colaboração, a última edição do Pedágio na unidade do Belval foi realizada a base de doações. A regra era simples: só poderia participar da atividade o aluno que doasse um alimento não perecível. Todos abraçaram a causa e, no final, a ação resultou em quilos e mais quilos de alimentos que foram destinados para uma instituição de caridade.

Iniciativa jovem

Nesta história, todos saíram ganhando. Os alunos puderam desenvolver seu senso de solidariedade, cidadãos necessitados foram beneficiados e a escola pôde ressignificar e valorizar um momento de lazer. “Fiquei muito feliz e orgulhosa em vê-los tão envolvidos na causa. Demos um sentido para este dia distinto e eles realmente se comprometeram em fazer a diferença”, declarou Rita Maria Lloret, diretora da escola e umas das responsáveis pela ação.

Uma das razões do orgulho da diretora é que a grande incentivadora do projeto foi uma das alunas participantes. Gabriela Pinheiro Cena, aluna da 3ª série do curso de Edificações e discente representante da unidade, acatou a sugestão da escola de transformar o pedágio em Pedágio Solidário e movimentou todos os colegas.

“Enquanto alunos de uma instituição de educação profissional que segue padrões de seriedade e compromisso com a qualidade de ensino, mudamos nossa concepção sobre pedágio escolar, transformando-o em uma ação social. ”, expressou Gabriela. “Diferente dos pedágios das outras escolas, o aluno interessado em participar deverá realizar uma doação. As pessoas que não quiserem se caracterizar também poderão contribuir com a nossa ação. ”, complementou a estudante.

Futuro do Pedágio

Em entrevista, a diretora explicou que este foi apenas o começo e que os estudantes estão empenhados em dar continuidade à ação. “Desta vez eles arrecadaram alimentos, mas a intenção é conseguir outros itens de necessidade, como roupas de inverno, por exemplo. A intenção é que as arrecadações se alinhem de acordo com a conveniência do momento, como é o caso das roupas com a estação fria que está se aproximando. Também pensaram em levantar brinquedos e livros para o dia das crianças. ”, contou Rita.

A intenção é de que o projeto se torne algo que faça parte do cronograma da escola e que os alunos continuem se envolvendo em questões sociais. Além disso, Rita espera que outras escolas possam se espelhar nesta iniciativa e adotar a ideia juntamente com os alunos em seus espaços. O grande objetivo é transformar um momento que seria só de lazer em lazer e altruísmo.