Parceria da FIEB com Centro Paula Souza beneficia formação de professores do técnico
30/03/2017 - 10h48

Com o curso, que é gratuito, quase 100% dos professores das disciplinas técnicas do ITB terão formação pedagógica, que enriquece a didática no ensino

Uma parceria entre a Fundação Instituto de Educação de Barueri (FIEB) e o Centro Paula Souza irá beneficiar muito os professores dos Institutos Técnicos de Barueri (ITBs).

Um encontro entre as equipes de ambas as instituições, que aconteceu no início de março, proporciou que 1/3 dos professores técnicos da FIEB ingressassem no curso de Formação Pedagógica para Educação Profissional de Nível Médio. Ao todo, 31 professores da FIEB passarão pelo curso. Com isso, 94% dos docentes atuantes nas disciplinas técnicas do ITB terão a formação na área pedagógica.

O grupo da FIEB foi composto pelo Coordenador de Parcerias e Convênios, Lucas Ladeia Domingues, o Coordenador do Ensino Superior, Prof. Edson César Stivalli, e o Coordenador da Educação Técnica Profissionalizante, Prof. Fabrício Leonardo Marques Botelho. No Centro Paula Souza, foram muito bem recepcionados pelo Coordenador do Ensino Médio-Técnico, Prof. Almério Melquíades de Araújo, e a Coordenadora de Projetos, Profª. Silvana M.R. Brenha Ribeiro.

“Fomos muito bem recebidos. Estamos muito felizes porque foi uma articulação muito proveitosa, abriu as portas do Centro Paula Souza para a FIEB”, diz o Coordenador Edson Stivalli.

Portas abertas

O encontro também serviu para que outras ações fossem articuladas, conforme destaca o Coordenador Lucas. “Eles entenderam, na verdade, a proposta que a FIEB hoje está levando pro sistema de ensino e, como um órgão capacitador, eles abraçaram essa causa com a gente e hoje somos aliados”, comemora.

“Acho que a gente tem que aproveitar ao máximo o que já está em andamento. Eles têm um conhecimento muito interessante em toda parte de gestão interna. De fato abriram mesmo pra gente conversar com o time deles, entender os processos, a forma de trabalho e tentar aproveitar ao máximo daquilo pra montar um know-how dentro da nossa cultura, do que a gente está tentando inovar agora na educação em Barueri, declara Lucas.

Para Lucas, essa união de forças só fortalecerá o ensino oferecido pela FIEB, bem como outras ações nas quais ela esteja envolvida. “O ensino público é uma coisa muito engessada, então nada como a gente poder conhecer um pouquinho do que já é feito com excelência e procurar aprimorar colocando o nosso toque especial, as nossas ideias”, diz.

A parceria com o Paula Souza havia se perdido no passado e agora está sendo retomada com a nova gestão e promete render brons frutos, já que se trata de uma instituição pública com quase 50 anos que tem muito a partilhar. “O Paula Souza nos recebeu de portas abertas. Se um coordenador quiser modernizar o seu plano de curso, quiser conhecer os laboratórios deles, se a FIEB tiver interesse em montar os laboratórios aqui e precisar das informações do processo licitatório, essas informações estão à disposição. Então, o convênio com o Paula Souza é um acordo, uma conversa onde o Centro se colocou à disposição da FIEB pra auxiliar em tudo o que for preciso”, reitera Fabrício.

Aprimoramento em didática

O Prof. Fabrício explica que essa formação é importante porque aprimora a didática em sala de aula, competência não trabalhada nos cursos de graduação. “Os professores técnicos têm uma formação que é específica na área deles. Você não tem na sua grade curricular da graduação aquelas disciplinas que dizem respeito à docência, que é o que a gente chama de formação pedagógica”, detalha.

Esse tipo de formação promove o aprimoramento do corpo docente, o que enriquece a escola em todas as esferas, conforme enfatiza Fabrício. “Passar pela formação é uma fase dessa evolução. Se apropriar dessas ferramentas que você estudou e aplicar elas ali no dia a dia com os seus alunos é uma segunda fase desse processo. Então, os professores, comprometidos como a gente sabe que eles são, conseguindo passar por essas duas fases, o ganho vai ser evidente em todos os sentidos: para o aluno, para a FIEB, para o resultado de cada unidade, a satisfação do aluno em relação ao curso, a diminuição do índice de evasão, a propaganda boca a boca da qualidade do curso da FIEB por todos etc”.

A formação oferecida pelo Centro Paula Souza faz parte do programa Brasil Profissionalizado, do Governo Federal. É totalmente gratuita e será realizada na modalidade à distância (EAD). Foram disponibilizadas 500 vagas para professores do próprio Paula Souza e 100 vagas para professores de outras instituições públicas que lecionam especificamente disciplinas dos currículos de educação profissional de nível médio e ainda não possuam licenciatura. O curso vai de abril de 2017 a outubro de 2018. A classificação se deu conforme pontuação de 0 a 100 considerando critérios da atuação docente.