FIEB institui parceria com empresas da região e alunos dos ITBs são favorecidos
10/05/2017 - 09h27

Proposta visa estágios qualificados e inserção no mercado de trabalho

Os alunos dos cursos técnicos dos ITBs FIEB têm muito o que comemorar. Com o intuito de promover estágio de qualidade para os estudantes, a administração da FIEB tem buscado firmar parcerias com empresas de Barueri e região.

O grande objetivo é otimizar o processo da busca por um estágio pelos alunos, fazendo com que eles sejam alocados de forma estratégica nas áreas em que estejam estudando, além de incentivar uma possível contratação pela empresa onde atuarem durante seu processo de estágio.

Em visita à CientíficaLab, referência em medicina diagnóstica no mercado de atendimento ao setor público e uma das empresas com quem se estabeleceu essa parceria, os representantes da FIEB conversaram em reunião com os responsáveis do laboratório sobre a união e discutiram futuros projetos, além de evidenciarem os pontos positivos e os frutos já colhidos até então.

Entre os pontos levantados, destacaram-se a capacitação dos novos profissionais que poderão ingressar no mercado com uma relevante carga de experiência, o desenvolvimento das habilidades específicas de cada um e a possível contratação de alguns estagiários.

Traçando o futuro

No laboratório, 19 alunos do Curso de Análises Clínicas do ITB do Engenho - Profª Maria Sylvia Chaluppe Mello - estão, desde fevereiro, trabalhando sob o regime de estágio. “Eles estão cumprindo 4 meses de estágio. É mais do que é exigido atualmente pelo curso, mas acredito que seja um tempo ideal para que eles tenham a oportunidade de passar por todos os setores e saírem daqui mais completos para futuras oportunidades”, relatou Carolina Oliveira, Coordenadora do Curso e responsável pelos estagiários no laboratório.

Para Wilson Rodrigues, diretor técnico de operações do laboratório, a parceria é uma ótima oportunidade para os estudantes se desenvolverem não só como profissionais, mas de maneira pessoal também. “Aqui eles têm a chance de descobrir e desenvolver o que gostam e as especificidades do que querem trabalhar. Além disso, o curso técnico é um grande formador prático; complementa o que eles vão ver no curso superior e assim se tornam profissionais mais completos e capacitados para o mercado.”

Igor Caique, um dos funcionários da CientíficaLab, é ex-aluno do ITB. Ele passou pelo estágio obrigatório e, após esse processo, foi contratado. Ele conta que pretende seguir o curso superior de Ciências Biológicas e que sua experiência no ITB e no laboratório foram cruciais para sua decisão: “Nós somos muito instigados no ITB, os professores são muito atenciosos e estão sempre nos incentivando. Com certeza esse curso ajudou a decidir meu futuro! ”.

Projetos

A intenção da FIEB, além de aprimorar a busca dos alunos pelo estágio obrigatório, é incentivar o interesse pelas práticas dos estágios por parte dos alunos e mostrar, com as parcerias, que o caminho do aprendizado prático incrementa a teoria e aumenta a qualidade do processo evolutivo dos alunos que precisam cumprir o estágio obrigatório.

“Todos ganham: a FIEB tem a certeza da qualificação de seus alunos, os estudantes podem vislumbrar uma oportunidade de se inserir no mercado em tempos de crise e as empresas têm a chance de estar em contato com novos profissionais devidamente capacitados”, esclareceu Lucas Domingues, Coordenador de Parcerias e Convênios da FIEB.

A Fundação espera prospectar parcerias com mais empresas. Novos contatos já foram feitos e a expectativa é positiva. “Nós queremos alinhar as parcerias com as demandas exigidas pelo mercado hoje. Nossa maior preocupação é promover a inserção dos alunos no mercado”, completou Lucas.

Vagas disponíveis

Os alunos que estão cumprindo o estágio desde fevereiro encerram suas atividades neste mês de maio. O fim deste ciclo gera novas oportunidades para os alunos de Análises Clínicas do ITB que estão buscando estagiar. Segundo Carolina Oliveira, são 18 vagas de estágio que ficam disponíveis na CientíficaLab. Para se candidatar, basta entrar em contato com a Coordenadora do Curso na unidade do ITB. Os inscritos passarão por uma prova de seleção.